Home » Consumo » Levantamento do Procon encontra variação de até 161% em produtos da ceia de final de ano

Levantamento do Procon encontra variação de até 161% em produtos da ceia de final de ano




Uva Itália foi segundo produto com maior variação de preço

O Procon de São Leopoldo realizou ontem (27) um levantamento comparativo nos preços dos produtos da ceia de final de ano. A pesquisa, feita em quatro estabelecimentos da cidade, analisou 35 itens que incluem carnes, azeite, panetones, frutas, entre outros.

A maior variação ocorreu com azeite de oliva de 250 ml: 161%, vendido entre R$ 6,49 e R$ 16,97. Em segundo Lugar, ficou o quilo da uva Itália, que apresentou  variação de 154%, custando entre R$ 5,49 e R$ 13,96, seguido pela caixa de bombom sortido, com valores entre R$ 3,98 e R$ 9,75 (145%).

A pesquisa foi tabulada pelo servidor Mateus Herzer de Queiroz.De acordo com a fiscal Cibeli Prado, o objetivo da pesquisa é  verificar a variação da precificação entre os estabelecimentos neste período. “Dessa forma, o consumidor tem orientação para realizar as compras da ceia de final de ano conforme o orçamento familiar em uma estimativa de o quanto poderá gastar nas compras destes produtos”.

A diretora Anajara Nowatzki salienta a preocupação com as contas no final de ano. “A pesquisa é importante, uma vez que ajuda o consumidor a não entrar o ano novo com preocupações devido a gastos excessivos. Também é nosso compromisso zelar pela saúde orçamentária da família”, afirmou. 

O Procon esclarece aos consumidores que as variações de preços constatadas se referem ao dia do levantamento da pesquisa, 27 de dezembro, e que os preços praticados podem apresentar alterações, considerando que o período favorece possíveis descontos especiais, ofertas e promoções. Além disso, lojas da mesma rede podem praticar preços diferentes.

Dicas para o consumidor- É recomendável que o consumidor faça uma lista dos itens necessários para a Ceia de Final de Ano. Além de um bom preço, é importante observar as informações que constam na embalagem como: data de validade; lote; identificação do produto/fornecedor; peso; medida; etc.-

As promoções divulgadas pelos estabelecimentos comerciais devem ser cumpridas. Por isso é aconselhável guardar os folhetos e anúncios publicitários que comprovem as ofertas.- Ao passar os produtos pelo caixa, se constatada diferença entre o preço registrado e o que estava informado na gôndola, prevalece o menor. (SCom/PMSL)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *