Home » Geral » Kombi da Prefeitura é flagrada descartando cachorro em via pública

Kombi da Prefeitura é flagrada descartando cachorro em via pública




Em menos de 12 horas, um vídeo que circulou hoje nas redes sociais e mostra o momento em que uma Kombi da Secretaria de Proteção Animal da Prefeitura de São Leopoldo abandonando um cachorro na Avenida Imperatriz Leopoldina, causou indignação imediata e já foi compartilhado por mais de 1000 pessoas apenas no facebook.

O veículo que aparece no vídeo foi flagrado pela câmera de um condomínio residencial e mostra o emblema da Prefeitura. As imagens revelam o momento em que a kombi chega ao local, abre a porta e o animal é deixado. Diante da repercussão, a Prefeitura de São Leopoldo emitiu uma nota oficial.
Confira a nota na íntegra:
SEMPA ESCLARECE | Nesta quarta-feira, 14 de fevereiro, um vídeo publicado nas redes sociais mostra uma Kombi da Secretaria de Proteção Animal (Sempa) devolvendo um cão às ruas de São Leopoldo. O secretário Anderson Ribeiro confirma que o vídeo retrata o trabalho da Sempa, pois, ao contrário do que alguns moradores imaginam, seu papel não é resgatar animais abandonados e colocar no canil municipal.
A secretaria não aceita, desde janeiro do ano passado, o ingresso de animais sadios no canil municipal. De acordo com Ribeiro, só são recolhidos os bichos que estão em situação de risco de morte, seja por conta de um atropelamento, de desnutrição ou de doenças graves. “Esta medida já foi amplamente discutida com o Conselho Regional de Medicina Veterinária, Grupo Intermunicipal Pro-Animal e Ministério Público. Chamamos esse processo de captura, tratamento, esterilização e devolução”. A média é de que 60 animais por mês tenham este tipo de atendimento.
Ribeiro ressalta que os animais que têm condições de voltar para a rua são devolvidos ao local de origem. “No momento que foram recolhidos, alguém teve que assinar a ocorrência, provavelmente quem acionou a Sempa. Não há como considerar situação de abandono, mas de devolução ao local de origem após o tratamento”, reforça.
|Superintendência de Comunicação| Scom/PMSL|

 



Mais notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *