quinta-feira , 21 março 2019
Home » Região » Prefeitura de Novo Hamburgo alerta para risco de contaminação por causa das águas dos alagamentos

Prefeitura de Novo Hamburgo alerta para risco de contaminação por causa das águas dos alagamentos




A chuva que caiu em Novo Hamburgo na noite de ontem, causou alagamentos em muitos bairros da cidade e consequentemente, aumentando o risco de doenças infecto-contagiosas. A Prefeitura faz um alerta sobre a necessidade de prevenção para evitar problemas de saúde ocasionados pelo contato com a água suja da chuva, que carrega uma série de bactérias e vírus.

Um dos principais riscos é a leptospirose, doença causada por uma bactéria encontrada na urina do rato e que pode entrar pela pele humana. Se a pessoa tiver contato com a água ou a lama das enchentes precisa ficar atento a sintomas como febre, dor muscular, náuseas e dor-de-cabeça. Nesse caso, será preciso procurar um médico imediatamente e relatar que teve contato com alagamentos.

Outra doença que pode surgir após o período de chuva é a hepatite A, que pode ser transmitida pela água misturada com esgoto humano. As enchentes também aumentam o risco de diarreia aguda, causada por bactérias, vírus e parasitas, além da febre tifóide, causada pela salmonella typhi, bactéria encontrada nas fezes de animais.

É muito importante que se evite contato com as águas das enchentes. Caso isto seja inevitável, é recomendável permanecer o menor tempo possível na água ou na lama. Crianças não devem brincar ou nadar nessas águas, pois além do perigo das enxurradas, elas podem ficar doentes. É importante também evitar manusear objetos que tenham sido atingidos pela água ou lama. Mãos e pés devem ser protegidos com botas e luvas de borracha ou sacos plásticos duplos.

Muito cuidado com medicamentos e alimentos (frutas, legumes, verduras, carnes, grãos, leites e derivados que entraram em contato com as águas da enchente, mesmo que estejam embalados com plásticos ou fechados, pois, ainda assim, podem estar contaminados. Em caso de dúvidas, os alimentos devem ser descartados no lixo comum e os medicamentos entregue nas Unidades de Saúde para descarte.

Antes de preparar alimentos, as mãos devem ser bem lavadas, assim como ao se alimentar. A água consumida deve ser sempre a potável, que também deve ser usada para preparar alimentos e para o consumo de crianças, especialmente as menores de um ano.
Casas atingidas pelo alagamento, após o recuo da água, deve ser limpa e desinfectada imediatamnente, isso vale para os ambientes e utensílios, móveis e outros objetos. O descarte de tudo que não puder ser recuperado deve ser feito usando luvas, botas de borrachas ou outro tipo de proteção para as pernas e braços (como sacos plásticos duplos), para a coleta pública. A lama que restou nos ambientes deve ser removida com escova, sabão e água limpa.

Utensílios domésticos (panelas, copos, pratos e objetos lisos e laváveis), devem ser lavados normalmente com água e sabão, assim como pisos, paredes, móveis e outros objetos.
Se houver necessidade no uso de uma solução desinfetante, diluir um copo (200 ml) de água sanitária em quatro copos de água (800 ml). Mergulhar na solução os objetos lavados, deixando-os ali por, pelo menos, uma hora, podendo aplicar nas paredes e móveis usando luvas e óculos.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *